Instituto Parar recebe prêmio nos Estados Unidos

O Instituto Parar – Centro de Estudos e Capacitação para Profissionais de Frotas do Brasil, recebeu o prêmio Windell T. Mitchell Memorial Humanitarian Award 2015, durante a NAFA I&E, em Orlando, na Flórida (EUA), um dos maiores eventos do mundo para gestores de frotas leves. Segundo Tom Johnson, idealizador do prêmio e autor do programa […]

Executivos durante o evento de entrega do prêmio: Ricardo Imperatriz, CEO da GolSat e um dos líderes do Parar; Tom Johnson, idealizador do prêmio e autor do programa 100 Best Fleets; Flavio Tavares, diretor de marketing e vendas da GolSat e um dos líderes do Parar e Michell Jabur, service innovation manager da GolSat

O Instituto Parar – Centro de Estudos e Capacitação para Profissionais de Frotas do Brasil, recebeu o prêmio Windell T. Mitchell Memorial Humanitarian Award 2015, durante a NAFA I&E, em Orlando, na Flórida (EUA), um dos maiores eventos do mundo para gestores de frotas leves.

Segundo Tom Johnson, idealizador do prêmio e autor do programa 100 Best Fleets, “o Parar é formado por um grupo de pessoas dispostas a mudar a realidade de um cenário e salvar vidas”. A 100 Best Fleets é uma instituição americana que premia, anualmente, as melhoras frotas levando em conta a organização, produtividade e sustentabilidade das organizações.

Diante de um cenário onde mais de 60 mil pessoas morrem todos os anos vítimas de acidentes de trânsito, o Parar tem como objetivo profissionalizar os mais de 6.000 gestores de frotas brasileiros que fazem parte do movimento e contribuir com a implantação da cultura de segurança nas organizações.

Windell T. Mitchell, que dá nome ao prêmio, foi um jamaicano apaixonado por causas sociais. Ocupou por mais de 30 anos a posição de diretor da Divisão da Frota de King Country, em Seattle, nos EUA. Reconhecido internacionalmente como um líder no uso efetivo de tecnologias de combustíveis alternativos, e no uso de tecnologias verdes, Windell T. Mitchell conquistou em sua carreira uma lista extensa de prêmios na área de gestão de frotas e sustentabilidade. Lutou bravamente contra um câncer terminal e permaneceu conduzido por uma verdadeira compaixão das pessoas menos afortunadas e constantemente estendeu a mão para ajudar aqueles em necessidade. Em 2012, ano do seu falecimento, a instituição 100 Best Fleets homenageou-o criando o Windell T. Mitchell Memorial Humanitarian Award, premiação que leva seu nome e que tem como objetivo reconhecer ações sustentáveis relacionadas à frota.

Na opinião de Ricardo Imperatriz, CEO da GolSat e um dos líderes do Parar, o prêmio veio coroar um trabalho de quase três anos, desde a criação do Instituto. “Criar uma cultura brasileira de segurança no trânsito é uma tarefa complexa e desafiadora, principalmente para os profissionais que são responsáveis diretamente por gerenciar grande parte da frota de veículos corporativos circulantes no país. Por isso, mudança de cultura é o que procuramos para que os condutores brasileiros aprendam a conviver em harmonia com seus pares”.

Em sua avaliação, é esta cultura que o Instituto Parar busca nos gestores de frotas e empresários de todo Brasil, de forma que suas atividades reconheçam sua importância e se profissionalize a cada dia. “O prêmio Windell T. Mitchell Memorial Humanitarian Award veio selar essa missão e fazer com que cada vez mais profissionais frotistas sintam-se engajados por essa causa”, explica Imperatriz.

Segundo Flávio Tavares, diretor de marketing e vendas da GolSat e um dos líderes e fundadores do Parar, o prêmio é mais do que um reconhecimento. “Começamos há três anos movidos pela paixão e engajamento de algumas pessoas da nossa empresa, depois todos abraçaram a causa e hoje são mais de 6.000 gestores e executivos envolvidos com o projeto. Só chegamos aonde estamos por causa do engajamento de pessoas que acreditaram no que nós acreditamos.”

O Parar promove mais de 50 eventos todos os anos, e já está preparando a terceira Conferência Global Parar, que acontece em novembro, e que este ano contará com a participação de mais palestrantes internacionais.

 

Por