DHL Supply Chain incorpora primeiro caminhão elétrico à sua frota

Com o caminhão JAC iEV1200T, a empresa fará coletas e entregas na cidade de São Paulo, principalmente nos mercados de varejo, moda, consumo e insumos médicos e remédios, incluindo shoppings, farmácias, lojas de rua e supermercados

A DHL Supply Chain agregou mais um veículo elétrico à sua frota própria de distribuição urbana. O modelo escolhido foi o JAC iEV1200T, caminhão VUC, 100% movido a energia elétrica, com baterias de fosfato de ferro-lítio de 97 kWh que garantem autonomia de 200 quilômetros.

Este caminhão se integra a frota de mais de 25 veículos elétricos da companhia que já está rodando no Brasil. Além da vantagem de ter uma capacidade de carga até 7,5 toneladas, tem isenção de restrições na circulação urbana, silêncio e baixa trepidação na rodagem e agilidade na recarga.

“A inclusão do primeiro caminhão elétrico em nossa malha de transportes é mais um passo fundamental para que atinjamos a meta de eliminar a emissão de CO² de nossas operações de TSP até 2050. O caminhão elétrico tem uma capacidade de carga muito maior, expandindo sua aplicação e impacto. Tanto que estamos em negociação para adquirirmos mais veículos elétricos e aguardamos que mais opções cheguem ao mercado brasileiro”, afirma Fábio Miquelin, head de transportes da DHL Supply Chain no Brasil.

“O JAC iEV1200T é o primeiro VUC 100% elétrico do Brasil e teve uma grande adesão com mais de 100 unidades vendidas em um curto espaço de tempo. Ele é excepcional para uso urbano com zero emissões, muito silencioso, autonomia de 200 km e um custo operacional cinco vezes menor do que um equivalente a diesel. Com isso, o caminhão pode ser utilizado para entregas noturnas, em bairros nobres e residenciais”, afirma Pedro Mendes, diretor de operações da Jac Motors.

A DHL Supply Chain irá utilizar o VUC elétrico para coletas e entregas na cidade de São Paulo, principalmente para os mercados de varejo, moda, consumo e insumos médicos e remédios, incluindo pontos como shoppings, farmácias, lojas de rua e supermercados.

“A propulsão elétrica abre espaço para uma logística de menor impacto e pegada de carbono no espaço urbano, tanto em termos ambientais como operacionais. A DHL quer liderar esta transição, expandindo sua frota e soluções sustentáveis – utilizamos também bicicletas para entregas e temos um centro de distribuição que produz sua própria energia a partir de fonte solar – trazendo benefícios para nossos clientes e para a sociedade”, diz Miquelin.

Por