Operadores logísticos contrataram mais de 20 mil em 2023

A tendência é de que novas vagas sejam abertas nos próximos meses caso a desoneração da folha de pagamentos não seja interrompida, conforme revela levantamento da ABOL

Os Operadores Logísticos do Brasil, representados pelos 32 principais membros da Associação Brasileira dos Operadores Logísticos (ABOL), ampliaram suas equipes com cerca de 20 mil novos colaboradores em 2023. Este incremento reflete uma mudança no perfil de contratações, com 87,5% das empresas entrevistadas indicando uma menor ênfase em vagas temporárias.

De acordo com o levantamento, as perspectivas para 2024 são promissoras, com 85,7% dos consultados planejando abrir novas vagas, destacando o potencial de crescimento no setor de transporte, movimentação e armazenagem. Mas isso ocorrerá se a desoneração da folha for garantida para este ano,  conforme prevê acordo que deve ser homologado em breve no STF, envolvendo Governo Federal e setores atualmente contemplados. Segundo a proposta, será iniciada uma reoneração gradual a partir de 2025, de 5% ao ano, com o processo se estendendo até 2028, atingindo 20% na cobrança de alíquotas. 

Sem a homologação do acordo, os impactos negativos serão no mercado de trabalho e nas operações, uma vez que as novas vagas previstas não seriam mais abertas e algumas empresas precisariam demitir. Com menos gente trabalhando, a qualidade e a rapidez dos projetos logísticos seriam impactados e precisariam ser ajustados.

LEIA MAIS

Marcella Cunha, diretora executiva da Associação Brasileira de Operadores Logísticos (ABOL): “Não há uma “bala de prata” para a descarbonização da frota de caminhões. A estratégia mais eficaz é diversificar a matriz energética, com investimentos em várias opções e acompanhamento da evolução do mercado e das políticas governamentais”

Veja também

Por