Santos Brasil automatiza gates no Tecon Santos

Com a tecnologia implementada, o tráfego de caminhões no terminal se torna mais ágil e o tempo para a entrada se reduz pela metade

A Santos Brasil automatizou totalmente os gates de entrada de caminhões no Terminal de Contêiner (Tecon) Santos. A automatização vem sendo feita em etapas desde 2013, e agora, está completa. Com o novo sistema, o trâmite ficou mais simples e ágil: são apenas duas etapas, todas automatizadas, separando, logo na primeira cancela, caminhões sem carga dos carregados cujas vistorias, normalmente, levam mais tempo e que precisam passar por um número maior de cancelas para verificação de documentação e pesagem.

O novo sistema permite controle e gerenciamento de motoristas e cargas evitando filas para cadastros, pois unifica as etapas de vistoria da carga e do veículo. Antes, o motorista se apresentava para que a vistoria no contêiner fosse realizada e, em seguida, fazia uma segunda parada para identificar seu caminhão. Com o novo processo, uma única parada é realizada pelos veículos que estão carregando carga, e nela são feitas a validação do sistema de agendamento de veículos e a vistoria, que ganhou em segurança com a coleta de dados dos lacres das cargas por meio do leitor OCR, evitando erros de digitação e ainda retendo imagens caso sejam necessárias verificações. Já os veículos que vão exclusivamente retirar carga, são identificados pelo LPR (License Plate Recognition ou leitor de placas) e se direcionam com mais rapidez aos quiosques de autoatendimento.

Desde que a inovação foi adotada no Tecon Santos, no último mês de dezembro até meados de janeiro, o tempo médio de espera dos motoristas para entrar na unidade caiu de quase quatro minutos para menos de dois minutos. Isso evita a formação de filas e, consequentemente, dá mais agilidade ao fluxo logístico, refletindo diretamente na produtividade do cliente. Outra vantagem percebida foi a diminuição de geração de resíduos, uma vez que é tudo digital e não há desperdício de papel.

Segundo Ricardo Abbruzzini, diretor de tecnologia e inovação da companhia, além de tornar mais rápida a operação e aumentar a segurança no trato da informação, o sistema implantado obedece com extrema precisão regulamentos aduaneiros e normas internacionais. “Nossa área de tecnologia está focada no desenvolvimento de soluções que agreguem valor aos nossos clientes, seja ampliando o acesso online ao maior volume de dados estruturados possível, seja dando maior velocidade e segurança às operações”, diz.

Por