Scania entrega caminhão a gás para o grupo Charrua

O caminhão pesado Scania R 410 6×2 será usado no transporte de gás natural para as indústrias e postos de combustível no Rio Grande do Sul

A Scania ao grupo Charrua entregou um caminhão R 410 6×2 movido a GNV ou biometano que será usado pela empresa no transporte de gás natural para as indústrias e postos de combustível do Rio Grande do Sul.

Com esta entrega, a Scania chega a 23 modelos a gás comercializados no país, incluindo os 18 para a PepsiCo, dois para a RN Express e dois para a Jomed Log.

 “O objetivo das empresas é a transição para um sistema de transporte mais sustentável. A Scania vem liderando esta transformação. Para nós, não existe apenas um modelo sustentável e cada país adotará as tecnologias que melhor se encaixam em sua realidade. Para o Brasil, o ‘Aqui e Agora’ é o caminhão movido a GNV ou biometano”, diz Roberto Barral, vice-presidente das operações comerciais da Scania no Brasil. A Casa Scania Brasdiesel gaúcha foi a responsável pela venda e cuidará do suporte operacional e da manutenção do pesado R 410 6×2. “A vantagem do motor a gás, de imediato, despertou o interesse do grupo Charrua”, afirma João Elton Heinen, gerente de vendas da Brasdiesel Lajeado, filial que atende diretamente o grupo.

“É um prazer enorme ser o primeiro cliente do Sul a receber essa nova tecnologia da Scania, tanto pela economia como pela questão ambiental, com a redução das emissões de CO2”, diz Flavio Aluísio Rudiger, diretor de logística e transportes do grupo Charrua.

O grupo Charrua é composto por sete empresas: Transportadora Arco, TRR Arco Diesel, Loja Arco e Arco Gás, em Lajeado (RS); e TRR Charrua Diesel, Distribuidora de Petróleo Charrua e Charrua Gás, na cidade de Esteio (RS). O caminhão R 410 6×2 chega para ampliar a frota da Transportadora Arco de cinco para seis veículos Scania. O modelo da Charrua tem o programa de manutenção Premium Flexível, que permite reduzir em até 25% os custos de manutenção.

A rede de concessionária Scania está sendo preparada para dar todo o apoio aos caminhões a gás. Não são necessárias grandes mudanças para receber os veículos mais sustentáveis. Entre os itens obrigatórios estão boxes, ferramentas e check-list especiais, que serão implementados ao longo dos próximos meses. 

Por