Volvo entrega 65 ônibus para Curitiba

Com esses veículos, a empresa completa o fornecimento de 90 modelos para renovação da frota da capital paranaense

A Volvo entregou mais um lote com 65 ônibus – 25 biarticulados, 24 articulados e 16 convencionais – para Curitiba. Com este fornecimento, a empresa conclui a venda de 90 modelos para o sistema de transporte da capital paranaense e garante 70% de participação na frota de articulados e biarticulados da cidade.

Os outros 25 ônibus biarticulados foram entregues em 2018, quando teve início o programa de renovação de frota que estava suspenso desde 2013 por causa de desentendimentos entre as empresas de transporte e o poder público com relação ao valor das tarifas.
Os novos ônibus da Volvo vão circular em linhas troncais, alimentadoras, interbairros e radiais. “Estamos muito honrados em termos sido novamente escolhidos como o principal fornecedor de ônibus pesados pelas empresas que operam o transporte coletivo da cidade”, disse Fabiano Todeschini, presidente da Volvo Buses Latin America, durante o evento de entrega dos 65 ônibus para Curitiba.
Na ocasião, Todeschini lembrou os 40 anos de fundação da Volvo no Brasil. “O primeiro veículo que saiu do complexo industrial foi um chassi de ônibus, adquirido pela Viação Graciosa, que também completa 40 anos.”

Conectividade – Os novos ônibus Volvo que passam a integrar o sistema de transporte de Curitiba estão equipados com controle automático de velocidade, que permite identificar regiões com alto fluxo de pedestres e que possuem riscos de acidentes, como hospitais, escolas, terminais, áreas residenciais e centrais, limitando a velocidade dos veículos a 20 quilômetros por hora. Este controle pode ser feito a distância pelo operador do sistema por meio de conexão via GPS.
O equipamento que controla a velocidade dos ônibus já equipa os 25
biarticulados que foram entregues na primeira fase de renovação da frota da cidade, em 2018. “Após um ano de uso do sistema constatamos uma redução de 50% no número de acidentes com os veículos no eixo norte do corretor BRT, o que mostra mais uma vez que segurança é a alma da Volvo”, disse Todeschini.
Esse resultado também foi possível com as ações dos operadores que monitoram o sistema, o que envolveu o treinamento dos motoristas com foco em direção segura, além de outras medidas para reduzir acidentes.
“Agora todos os ônibus da Volvo, sejam urbanos ou rodoviários, sairão de fábrica preparados para receber o sistema de segurança”, informou Todeschini.
Vinícius Gaensly, gerente de serviços conectados da Volvo Buses, comentou que desde 1969 uma equipe da companhia estuda formas de reduzir acidentes e que a tecnologia e conectividade têm auxiliado esse trabalho. “Com o controle automático, a velocidade não ultrapassa os limites estabelecidos em cada trecho, mesmo quando os motoristas tentam acelerar.”
Além de participar do programa de renovação de frota da cidade de Curitiba, onde tem forte presença no mercado de ônibus, a Volvo vem conquistando novos negócios em outras cidades brasileiras e no exterior e comemora o bom momento do setor. “A fábrica está a todo vapor, trabalhando com capacidade máxima em um turno para produzir muitos ônibus”, comentou Todeschini.
Em 2018, a Volvo aumentou em 114% as vendas no segmento de pesados (ônibus acima de 17 toneladas). No primeiro trimestre de 2019, segundo Todeschini, o crescimento foi de 128%, na comparação com o mesmo período do ano anterior.
No mercado externo, o destaque da montadora está nos embarques para Bogotá, na Colômbia, onde vendeu um lote de 700 ônibus para o sistema Transmilênio, corredor BRT.

Veja também

Por