Agronegócio aquece movimentação do porto de Santos

Milho, complexo soja, celulose e fertilizantes puxam resultado recorde de Santos, no período de janeiro até maio

A movimentação de cargas no porto de Santos, nos cinco primeiros meses do ano, refletiu o bom desempenho do agronegócio brasileiro e conferiu ao período a sua melhor marca: 66,5 milhões de toneladas, alta de 5,5% na comparação anual. As exportações cresceram 5,7%, somando 48,3 milhões de toneladas, e as importações avançaram 4,9%, atingindo 18,3 milhões de toneladas.

O desempenho foi puxado pelos embarques de milho, apresentando crescimento de 134%, para 1,5 milhão de toneladas, seguidos pelo complexo soja (grãos e farelos) com 21,8 milhões de toneladas, alta de 10% na comparação anual. A celulose voltou a se destacar e registrou crescimento de 63,6%, somando 3,3 milhões de toneladas.

“O desempenho das cargas do agronegócio reflete os investimentos sobretudo em terminais especializados que o porto fez nos últimos anos para escoar com maior eficiência e produtividade as safras. Da mesma forma, o porto se prepara para ampliar e modernizar a estrutura para fertilizantes e contêineres com os novos terminais dedicados [STS 53 e STS 10] que irão a leilão”, afirma o diretor presidente da Santos Port Authority (SPA), Fernando Biral. 

Foram destaque, também, os embarques de carnes, com aumento de 49,3% (para 986,2 mil toneladas), e de óleo diesel e gasóleo, com alta de 35,7%, para 982,5 mil toneladas. No sentido inverso, as descargas de fertilizantes tiveram crescimento de 24,2%, totalizando 3,4 milhões de toneladas.

A movimentação de contêineres nos dois fluxos superou os dois milhões de TEU, ficando 0,4% acima do verificado nos cinco primeiros meses de 2021 – a melhor marca da história do porto para janeiro-maio.

O movimento acumulado de granéis sólidos chegou a 34,1 milhões de toneladas, alta de 6,6% sobre o mesmo período de 2021. O volume de granéis líquidos também apresentou crescimento e somou 7,6 milhões de toneladas, alta de 5,4%. Ambos registraram suas melhores marcas para o período. O fluxo de embarcações totalizou 2.093 navios, 3% acima do mesmo período do ano passado.

O movimento de cargas no mês de maio atingiu 14,1 milhões de toneladas, com alta de 0,2% sobre o quinto mês de 2021, caracterizando-se como a melhor marca para esse mês. As descargas cresceram 1,4% (para 3,6 milhões de toneladas), enquanto os embarques caíram 0,3% (para 10,5 milhões de toneladas).

A participação do porto de Santos na corrente comercial brasileira foi de 29,4% em maio. Cerca de 32,6% das transações comerciais nacionais com o exterior que passaram por Santos em 2022 tiveram a China como país parceiro. São Paulo se mantém como o estado com maior participação nas transações comerciais com o exterior por meio do porto de Santos (51,7%).

Por