Porto de Suape registra aumento de 47% em importações

Levantamento preliminar aponta que o montante movimentado de cargas importadas em 2021 será de US$ 8,19 bilhões, superando também o que foi registrado em 2019

De acordo com estimativa realizada pela Superintendência Regional da Receita Federal, o porto de Suape, situado em Ipojuca, no Grande Recife, apresentou incremento de 47% no segmento de importações em comparação com 2020, movimentando US$ 8,19 bilhões. Esse valor também é superior em 15% ao registrado em 2019, ano em que a economia ainda não havia sido afetada pela pandemia do novo coronavírus.

Para chegar a esses dados parciais, que serão formalmente divulgados a partir da segunda quinzena de janeiro de 2022, a Receita Federal levou em consideração a média diária deste mês de dezembro, que, até o dia 18 de dezembro, já registrava crescimento de 40% no acumulado do ano em relação a 2020. No ano passado, a movimentação de cargas provenientes de outros países sofreu queda de 22% em relação a 2019, em consequência da pandemia que se disseminou por todo o mundo.

De acordo com tabela encaminhada pela superintendência, os meses de agosto e outubro foram recordes em importações, este ano, com US$ 901 milhões e US$ 763 milhões, respectivamente.

“Os números apontados pela Receita Federal reforçam a posição estratégica do porto de Suape no Nordeste e no país. O atracadouro pernambucano tem uma localização privilegiada, com um mercado consumidor de 57,3 milhões de pessoas num raio de 800 quilômetros, incluindo sete capitais, sendo bastante atrativo para o mercado internacional. A logística de Suape é outro grande diferencial, além da proximidade com outros grandes portos do mundo”, destaca o diretor-presidente da estatal portuária, Roberto Gusmão.

“Esse incremento nos valores da exportação tem sido acompanhado e está atrelado ao crescimento da movimentação de contêineres em Suape. De janeiro a novembro deste ano, por exemplo, já movimentamos 479.101 TEUs (unidade de medida de um contêiner de 20 pés), o que representa acréscimo de 10,2% em relação aos números de 2020. Este cenário, sem dúvidas, favoreceu a melhoria da arrecadação e abre boas perspectivas para 2022”, pontua o diretor de gestão portuária de Suape, Paulo Coimbra.

Nas importações se destacam as indústrias automotivas e de petróleo e gás, sendo os três principais produtos importados: combustíveis (42% das importações); veículos e partes e peças de veículos (14% das importações); máquinas e aparelhos elétricos (6,7% das importações). Já em relação à origem dos produtos, os países que mais exportaram para Pernambuco foram: Estados Unidos (35%), Arábia Saudita (9,3%) e Itália (8,6%).

Por