Governo assina contrato de concessão do trecho 1 da Fiol

A Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol) receberá investimentos de R$ 3,3 bilhões para trecho de 537 quilômetros entre Ilhéus e Caetité, na Bahia

O contrato de concessão do trecho 1 da Ferrovia de Integração Oeste-Leste, a Fiol, foi assinado em 3 de setembro. O empreendimento possui 537 quilômetros de extensão ligando as cidades de Ilhéus e Caetité, na Bahia. O leilão do trecho da Fiol ocorreu em abril deste ano e a empresa Bamin (Bahia Mineração) ficou responsável pela concessão pelo período de 35 anos.

De acordo com o ministério da infraestrutura, a Fiol 1 receberá investimentos privados de R$ 3,3 bilhões, sendo que cerca de R$ 1,6 bilhão será usado para o término do segmento de 537 quilômetros, hoje com 75% das obras concluídas.

A expectativa é que o trecho 1 da Fiol entre em operação em 2025 transportando mais de 18 milhões de toneladas de carga, entre grãos provenientes do oeste baiano e, principalmente, o minério de ferro produzido na região de Caetité, de acordo com o ministério da infraestrutura. Em um primeiro momento, serão 16 locomotivas e 1,4 mil vagões em operação.

A expectativa é superar as 50 milhões de toneladas em 2035 com 34 locomotivas e 2,6 mil vagões. Além do minério de ferro, entre as cargas também estão alimentos processados, cimento, combustíveis, soja em grão, farelo de soja, manufaturados, petroquímicos e outros minerais. O escoamento das cargas será feito por meio dos terminais do complexo portuário Porto Sul, localizado na região de Aritágua, município de Ilhéus, com ponte de acesso marítimo e píer com quebra-mar a 3,5 mil metros da costa.

O traçado da Fiol 1 atravessará as cidades baianas de Ilhéus, Uruçuca, Aureliano Leal, Ubaitaba, Gongogi, Itagibá, Itagi, Jequié, Manoel Vitorino, Mirante, Tanhaçu, Aracatu, Brumado, Livramento de Nossa Senhora, Lagoa Real, Rio do Antônio, Ibiassucê e Caetité. A Fiol terá outros dois trechos e, quando concluída, será um corredor de escoamento com 1.527 quilômetros de trilhos, ligando o futuro porto de Ilhéus (BA), no litoral baiano, ao município de Figueirópolis, em Tocantins, ponto em que ela se conectará com a ferrovia Norte-Sul.

As obras da Fiol 2, que liga Caetité a Barreiras, na Bahia, percorrendo 485,4 quilômetros, estão sendo executadas pela Valec. Em 2020, a estatal firmou convênio com o Exército Brasileiro para atuar no lote 6 na construção de 18 quilômetros de ferrovia. Sobre a terceira e última etapa, a Fiol 3, de Barreiras a Figueirópolis, o ministério da infraestrutura aguarda licença de instalação.

Por