Randon investe no aumento de capacidade de produção

Aportes R$ 36 milhões estão destinados para ampliação da fábrica em Araraquara, no interior paulista, que passará de 29 mil para 42 mil metros quadrados

A Randon Implementos está investindo na consolidação de um ciclo de expansões de capacidade produtiva nas suas unidades espalhadas pelo país. O principal projeto em execução é a ampliação industrial da fábrica de Araraquara, em São Paulo. São cerca de R$ 36 milhões em aportes. Somado a isso, a empresa investiu na redistribuição de linhas de produção em novas frentes de trabalho em Chapecó, em Santa Catarina, e Erechim, no norte do Rio Grande do Sul, e na operação de unidades exclusivamente dedicadas à linha de produtos sobre chassi nas cidades de Porto Real, no Rio de Janeiro, e Messias, em Alagoas.

Com os investimentos, a empresa espera alcançar neste ano a produção média diária de até 150 semirreboques, com ocupação de cerca de 90% da capacidade instalada. A fábrica de Araraquara passa por um processo de ampliação acelerada nos últimos anos, de acordo com a Randon. Atualmente, estão em execução obras de aumento da área industrial, melhorias de infraestrutura, nova área de expedição e novo pátio para produtos, ampliando a área construída de 29 mil para 42 mil metros quadrados. “Nossa expectativa é apresentar esse importante investimento da unidade paulista no decorrer deste segundo semestre”, projeta o diretor geral da Randon Implementos, Sandro Trentin.

Em operação desde 2018, a fábrica de Araraquara é estrategicamente localizada em um dos principais polos logísticos do país, para atender produtos característicos da região sudeste, utilizados, por exemplo, no cultivo da cana-de-açúcar e no transporte de cargas industrializadas, que se beneficiam da infraestrutura rodoferroviária existente. Na fábrica são produzidas algumas linhas de semirreboques, como basculante, sider e canavieiro, além de vagões ferroviários. Com essa expansão, já houve incremento de mais 170 postos de trabalho.

Como parte das estratégias de ampliação da capacidade da Randon Implementos, a companhia promoveu nos últimos meses um conjunto de investimentos em todas as suas unidades, redistribuindo linhas de produção, aumentando a capacidade instalada, com uma maior sinergia de processos. Na sede em Caxias do Sul, no Rio Grande do Sul, houve aumento da linha tanque em aço carbono e a implantação de uma nova linha fabril de vagões ferroviários. Foram realizados ainda investimentos em melhoria de processos produtivos, e adoção de novos processos de automação e robotização em todas as linhas, em parceria com a Randon Tech Solutions – RTS Industry.

A companhia acrescentou a produção da linha de semirreboques carrega-tudo ao parque fabril da Randon Triel-HT, em Erechim, especializada na fabricação de produtos customizados. Já a linha do produto tanque inox foi acrescentada à fábrica localizada em Chapecó, qualificando ainda mais as condições de produção desse implemento. Em Chapecó, também são produzidas as linhas frigorífico e furgão. Houve reforço na capacidade produtiva das linhas sobre chassi, com novos investimentos em Porto Real, no Rio de Janeiro, e em uma nova unidade industrial de fabricação e montagem na cidade de Messias, região metropolitana de Maceió, em Alagoas.

“Esse conjunto de iniciativas consolida nosso plano de investimentos, que desenvolvemos de maneira muito robusta ao longo dos últimos anos. Com a modernização das nossas plantas, novos processos com automação e robotização, damos novos saltos na nossa competitividade e nos índices de produtividade, para um crescimento sustentável”, destaca o vice-presidente executivo e COO das Empresas Randon, Sergio L. Carvalho.  Em 2020, a Randon Implementos já havia promovido um amplo movimento de ampliação de capacidade, com investimentos na fábrica de Caxias do Sul, passando a contar com o maior sistema de armazenamento integrado automatizado das Américas. O warehouse dispõe de 815 posições de estocagem e mais 17 estações de processamento, com uma capacidade de trabalho que chega a 280 toneladas por dia, em 2,5 m

Por