ZF Aftermarket dobra vendas de transmissões multimarcas

O componente para transmissões multimarcas de veículos pesados já representa 12% do mix de vendas de peças da ZF Aftermarket em transmissões

Dois anos após seu lançamento, a linha Multimarcas de componentes para transmissões de veículos pesados da ZF Aftermarket já representa 12% do mix de vendas de peças de transmissões da empresa e mais do que dobrou as vendas em relação a 2019. A linha é composta por itens considerados os mais importantes e de alto custo para a manutenção de veículos comerciais pesados como eixos, engrenagens e sistemas de sincronização.

A linha Multimarcas nasceu com o objetivo de cobrir todo o mercado sul-americano de peças de reposição para caminhões e ônibus pesados de marcas como a Volvo, Mercedes-Benz e Scania, em veículos não equipados com transmissões ZF. Desde o seu lançamento, a ZF Aftermarket já adicionou ao portfólio novos kits de reparo multimarcas, além de 70 componentes para transmissões Mercedes-Benz. Até setembro deste ano serão 25 novos componentes para transmissões Volvo. Ao todo já são mais de 220 componentes que fazem parte da linha.

“O potencial de mercado com transmissões ZF e multimarcas é muito amplo e hoje, apenas um ano depois do lançamento da linha, a oferta que possuímos já cobre aproximadamente 50% da frota circulante no Brasil, ou seja, mais de um milhão de veículos”, afirma Tales Miranda, gerente sênior de desenvolvimento de produtos da ZF Aftermarket.

O executivo prevê que o mix de produtos do portfólio multimarcas tende a se expandir à medida que novos componentes são inseridos no mercado, a exemplo dos novos lançamentos multimarcas para a transmissão GRS900 da Scania, esperado para novembro deste ano.

Hoje os maiores compradores da linha multimarcas estão concentrados no mercado brasileiro, mas os outros países latino-americanos também fazem parte desta carteira. Os componentes de transmissão multimarcas ZF são encontrados nas concessionárias ZF em todo o Brasil. Além de comercializar os produtos, as concessionárias foram treinadas e são especializadas para realizar a manutenção destes componentes, oferecendo o mesmo padrão de qualidade e serviços já conhecidos no mercado. Alguns dos principais distribuidores nacionais de autopeças também possuem a linha de produtos.

Segundo Miranda, a ZF Aftermarket na região da América do Sul é a primeira unidade da ZF no mundo a trabalhar com este tipo de desenvolvimento. O modelo de negócios teve sua inteligência exportada para a Alemanha, China e Oriente Médio, onde, desde 2020, os componentes também foram disponibilizados.

Por