VLI assume concessão do terminal integrador de Porto Franco

Acordo fechado com a Valec prevê a administração do ativo pela VLI nos próximos 15 anos; as obras de operacionalização do terminal terão início a partir de julho

A VLI, companhia de soluções logísticas que integra ferrovias, terminais e portos, e a Valec Engenharia, Construções e Ferrovias – empresa pública vinculada ao Ministério da Infraestrutura – assinaram contrato de concessão do terminal integrador de Porto Franco, no Maranhão. O ativo estará sob administração da VLI pelos próximos 15 anos, com possibilidade de renovação por mais cinco.

Durante o período a empresa vai investir mais de R$ 20 milhões entre obrigações contratuais, adequação e capacitação do terminal. As obras no terminal terão início a partir de julho e a previsão é de que as operações comecem no primeiro semestre de 2022. As obras para ativação do complexo devem gerar mais de 100 empregos no estado.

O ativo conta com estruturas de armazenagem e transbordo de grãos e a previsão é de elevar a movimentação de cargas na região, que a empresa já recebe de outros terminais, em mais de 30%. O terminal reforça, ainda, a presença da VLI no corredor Centro-Norte, dentro do conceito de logística integrada da empresa.

Para integrar os modais, conectando a malha ferroviária aos principais portos do Norte, a VLI implementou uma solução logística que já conta com os terminais integradores de Porto Nacional e Palmeirante, no Tocantins; além de escoamento via terminal portuário de São Luís (MA). Por meio do modal ferroviário, cargas de milho, soja e farelo de soja saem do interior do país, passam pelos terminais de Porto Nacional e Palmeirante, e seguem até o porto do Itaqui. 

Por