Novo motor Paccar MX-13 chega com mais potência

O propulsor de 12,9 litros, que equipa o novo caminhão DAF XF, está disponível nas versões de 480 cv e 530 cv de potência, com redução de consumo de combustível em relação à sua versão anterior

Um dos principais diferenciais do novo DAF XF, lançado em 2020 pela DAF Caminhões Brasil, é o seu novo motor Paccar MX-13, de 12,9 litros. O propulsor foi totalmente remodelado para o novo modelo, agregando tecnologias de ponta e acoplado a uma nova transmissão, a ZF TraXon, que contribui para um consumo de combustível até 14% menor em relação à sua versão anterior, informa a fabricante.

Montado no parque industrial da DAF Caminhões em Ponta Grossa, no Paraná, o novo Paccar MX-13 foi projetado para trabalhar em rotações menores e mínimo atrito dos seus componentes internos, resultando em maior potência, melhor eficiência e mínimo ruído. O bloco e o cabeçote são fundidos em ferro fundido vermicular, garantindo menor peso e maior durabilidade.

“O novo DAF XF foi um projeto de quatro anos, com um resultado impressionante. Preservamos o DNA de qualidade e durabilidade que nos projetou no Brasil, adicionando ainda mais economia e tecnologia. Um dos grandes responsáveis por colocar o caminhão XF em um novo patamar de excelência é o motor Paccar MX-13”, afirma Jarno Broeze, diretor de desenvolvimento de produto da DAF Caminhões Brasil.

De acordo com a DAF, devido ao elevado torque disponível em baixas rotações, o novo motor proporciona trocas de marchas mais eficientes, reduzindo o consumo de combustível.  Outro atributo do novo motor é a capacidade de frenagem através de seu freio motor Paccar MX, de padrão mundial. Agora, o freio motor conta com três estágios, iniciando a frenagem em rotações mais baixas e atingindo 490 cv em 2.100 rpm.

O Paccar MX-13 está disponível em duas versões, de 480 cv (até 2.500 Nm a partir de 900 rpm) e de 530 cv (até 2.600 Nm a partir de 1.000 rpm).

As melhorias no motor Paccar MX-13 somam-se à transmissão ZF TraXon automatizada de 12 velocidades, com novo desenho, melhoria nas relações e melhoria no tempo de trocas, gerando maior eficiência, informa a DAF.

Por