Terminal de Rondonópolis tem capacidade para receber até 2 mil caminhões por dia

Obras de expansão de capacidade e investimentos em novas tecnologias aprimoraram as operações da Rumo para descarga de soja e milho

O Terminal de Rondonópolis (TRO) da Rumo recebeu uma série de investimentos para atender a demanda crescente do agronegócio brasileiro. Com aportes de R$ 230 milhões, o complexo multimodal passou a contar com 15 moegas rodoviárias, capacidade estática de 150 mil toneladas e três tulhas ferroviárias que permitem carregar três trens simultaneamente. Rondonópolis pode receber até dois mil caminhões por dia.

Segundo a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), a produção de grãos no Brasil deve superar pela primeira vez na história a barreira dos 270 milhões de toneladas. Entre os destaques estão a soja e o milho, ambos com novos recordes estimados em 135,5 e 109 milhões de toneladas, respectivamente.

No Mato Grosso, maior produtor de grãos do país, o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) fez uma projeção de safra de soja em recorde de 35,7 milhões de toneladas, considerando que a colheita está praticamente finalizada. Já em relação ao milho, as projeções são de 34,9 milhões de toneladas.

“Os investimentos no terminal de Rondonópolis são necessários e cruciais para que sigamos atendendo com eficiência os produtores brasileiros”, afirma Fabricio Degani, diretor de portos e terminais da Rumo. “É um setor com apetite de recordes que são registrados todos os anos. Estamos acompanhando esse ritmo, sempre com soluções que beneficiam toda a cadeia logística”, destaca.

Em fase de adaptação desde 2019 e integrado completamente ao terminal de Rondonópolis em julho de 2020, o aplicativo Trizy, passou a ser a plataforma oficial dos agendamentos de descarga dos caminhoneiros. Após o primeiro cadastro do motorista, todas as etapas relativas à documentação, frete e a operação ficam concentrados na plataforma, tornando o processo 100% digital, ágil e sem burocracia.

No último ano, foram feitos mais de 219 mil agendamentos em Rondonópolis, deste total apenas 414 resultaram em “no show” (não comparecimento). O parâmetro indica uma eficiência de 99,81% nos agendamentos feitos por meio do aplicativo.

“O aplicativo contribui para tornar a operação mais produtiva. Recebemos uma média de 1,6 mil caminhões por dia e o agendamento das janelas de descarga facilita o planejamento das operações no terminal”, explica Degani.

Em fevereiro deste ano, o terminal registrou recorde mensal com 41.881 agendamentos, superando agosto de 2020, quando foram registrados 36.230. De acordo com Renato Gouveia, CEO da Trizy, os bons números reforçam a importância da tecnologia para o planejamento das viagens dos caminhoneiros.

“Estamos satisfeitos em viabilizar, por meio do aplicativo da Trizy, um serviço tecnológico que vai além da contratação do frete, pois permite ao embarcador aumentar sua produtividade de forma eficiente e ainda facilita a rotina do caminhoneiro nas estradas”, afirma Gouveia.

Além de Rondonópolis, a tecnologia será utilizada pela Rumo nas operações da Malha Central. O Terminal de São Simão (GO), será o primeiro terminal 100% automatizado com uso da tecnologia, desde o acesso ao local com leitor de QR Code nas cancelas até a apresentação de todas as documentações para o processo de descarga.

Por