Vendas de pneus de carga crescem 15,5% em março e no trimestre

Dos 1,998 milhão de pneus comercializados no mercado brasileiro de janeiro a março deste ano, 1,530 milhão de unidades foram para o mercado de reposição e 467.625 para as montadoras

A venda de pneus de carga aumentou 11,9% em março em relação a fevereiro, de 636.326 para 711.759 unidades. Mas na comparação com março de 2020 (616.438 unidades), quando as empresas suspenderam as atividades na segunda quinzena por causa da pandemia da Covid-19, o aumento foi de 15,5%. A Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos (Anip) atribui esse movimento positivo no mês passado ao crescimento tanto nas vendas para as montadoras quanto para o mercado de reposição.

Para as montadoras as fabricantes venderam 159.787 pneus de carga em março, crescimento de 3,9% sobre fevereiro (153.804 unidades) e de 32,8% em comparação com março de 2020 (120.354 unidades).

Ao mercado de reposição foi repassado 551.972 pneus, o que representou aumento de 14,4% no comparativo a fevereiro (482.552) e de 11,3% sobre março de 2020 (496.084 unidades).

Como resultado, o setor acumula de janeiro a março a venda de 1,998 milhão de pneus, 15,5% mais que no primeiro trimestre de 2020, quando foram comercializados 1,730 milhão de pneus no mercado brasileiro.

O mercado de reposição absorveu 1,530 milhão de pneus até março, 15,3% a mais que no mesmo período de 2020, e as montadoras receberam 467.625 pneus, 15,7% superior aos 403.854 produtos vendidos nos três primeiros meses de 2020.

Nas transações internacionais o setor de pneumáticos acumulou de janeiro a março de 2021 déficit de US$ 14,610 milhões, com a importação de US$ 253,660 milhões e a exportação de US$ 239,049 milhões. Enquanto no primeiro trimestre de 2020, o setor havia fechado com saldo positivo de US$ 45,186 milhões na balança comercial, ao exportar US$ 247,108 milhões e importar US$ 201,921 milhões, segundo a Anip.

Em unidades, as fabricantes acumularam de janeiro a março saldo negativo de 8,53 milhões de pneus, com a importação de 11,96 milhões de produtos (99,3% a mais que no mesmo período de 2020) e a exportação de 3,42 milhões (4,2% a mais que no primeiro trimestre de 2020).

Incluindo todos os segmentos que são abastecidos pela indústria nacional (automóveis, veículos comerciais leves, carga e motos) a venda de pneus atingiu 4,96 milhões em março, 11% acima de março de 2020 e o principal destaque, segundo a Anip, foi o segmento de comercial leve, com crescimento de 31,6%. Na comparação com fevereiro (4,52 milhões de unidades) as vendas de março foram de 9,9% maior. O segmento de comerciais leves absorveu 24,7%, o de motocicletas 17,5% e o de carga 11,9%.

De janeiro a março de 2021, as fabricantes acumularam a venda de 14,072 milhões de pneus, crescimento de 5,4% na comparação com o primeiro trimestre de 2020, quando foram comercializados 13,353 milhões de pneus no mercado brasileiro.

Por