Ford começa a vender a picape Ranger Black

A nova picape Ranger Black para uso urbano, equipada com motor Duratorq 2.2 diesel, transmissão automática, tração 4×2 e suspensão com ajuste especial, custa R$ 179.900

A Ford iniciou a venda da Ranger Black, nova picape para uso urbano. Assim como a Ranger Storm, versão off-road lançada no ano passado, ela amplia a linha com uma opção inédita dentro do segmento, desta vez para o cliente que roda na cidade.

A picape será vendida no mercado brasileiro por R$ 179.900. Como oferta especial de lançamento, a Ford vai oferecer para os cem primeiros clientes da Ranger Black um kit de acessórios composto por protetor de caçamba, capota rígida elétrica e rede porta-objetos. Esses itens, que somam R$ 10.000, também poderão ser adquiridos separadamente nas revendas.

A Ranger Black foi apresentada pela primeira vez como conceito no Salão do Automóvel de São Paulo em 2018, para teste de mercado, com excelente receptividade do público. Com porte imponente e visual sofisticado, a nova picape não passa despercebida nas ruas. A cor preto monocromática combina peças com acabamento fosco e brilhante, faróis e lanternas com máscara escura e rodas de 18 polegadas com design exclusivo. 

As maçanetas, retrovisores, rack de teto, estribo e grade lateral em preto fosco reforçam a esportividade. A traseira mantém o espírito de esportivo urbano. O santantônio da Ranger Black é o mesmo da versão Limited, uma peça de design refinado que amplia visualmente a cabine.

O interior também traz um toque extra de sofisticação, com bancos de couro, volante e descansa-braço central com revestimento refinado e ar-condicionado de dupla zona.

Conectividade A Ranger Black vem com os novos recursos de conectividade FordPass Connect, que criam nova interação do usuário com o veículo. A central multimídia é o SYNC 3 com tela touch de oito polegadas, comandos de voz e acesso a Apple CarPlay e Android Auto.

O sistema reúne várias funcionalidades que podem ser controladas à distância pelo celular. Elas incluem o travamento e destravamento remoto de portas, partida remota com climatização para refrigerar ou aquecer a cabine e alerta de acionamento do alarme, que avisa o motorista em tempo real caso haja alguma violação do veículo.

O sistema também é capaz de gerar 38 tipos diferentes de alerta caso ocorra alguma falha no veículo, que incluem o monitoramento de mais de 3.000 parâmetros, e orienta o motorista quando é preciso  alguma ação.

É possível ainda conferir o odômetro, o nível de combustível, a autonomia, agendar a partida e localizar onde o veículo foi estacionado. Outra facilidade é o agendamento de serviços pelo celular, com acesso direto à agenda das concessionárias sem precisar preencher dados.

“A Ranger Black foi criada para um consumidor que não tinha opção similar no segmento”, diz Antônio Freitas, gerente de marketing de picapes da Ford. “É uma picape de uso urbano com design robusto e sofisticado, motor diesel e tração 4×2, que oferece excelente dirigibilidade e tecnologia com propósito para ampliar o sucesso da Ranger.”

Segurança – A segurança é um dos pilares da Ranger, a começar pela construção sobre chassi, com porte robusto e 235 mm de altura livre do solo, que coloca o motorista e os passageiros em posição elevada no trânsito.

A Ranger Black vem com sete airbags, freios ABS nas quatro rodas com EBD e também traz o conjunto mais completo de controle eletrônico de estabilidade e tração, o AdvanceTrac. Além dos controles anticapotamento, adaptativo de carga e de oscilação de reboque, ele inclui assistência de partida em rampa e de frenagem de emergência.

A capacidade de imersão de 800 mm – a maior da categoria – é outro diferencial da picape que pode ser extremamente útil numa condição de alagamento na cidade.

A Ford desenvolveu a Ranger Black pensando no cliente urbano que quer agilidade no trânsito e o conforto de um SUV grande, com a versatilidade que só uma picape de verdade pode oferecer.

Seu desenvolvimento começou pela definição do conjunto motriz com motor Duratorq 2.2, que se destaca pelo alto torque em baixas rotações – as mais usadas no trânsito. A apenas 1.600 rpm ele já desenvolve o torque máximo de 39,2 kgfm. Com a transmissão automática de seis velocidades, oferece direção ágil e confortável. Outra vantagem é o baixo consumo, que proporciona grande economia e autonomia com o tanque de 80 litros. 

A escolha da tração 4×2 mostrou ser extremamente adequada à proposta de uso urbano da picape e também contribui para o custo-benefício. A suspensão traz um ajuste feito especialmente para o modelo, desenvolvido pela engenharia da Ford na recente revisão desse sistema.

O motorista encontra facilmente uma boa posição de dirigir usando o ajuste de altura do volante e os ajustes de altura e lombar do banco. Direção com assistência elétrica progressiva, sensor de estacionamento traseiro e câmera de ré são outros recursos que auxiliam nas manobras no trânsito.

Por