Vendas de pneus de carga acumulam aumento de 15,5% até fevereiro

Dos 1,28 milhão de pneus comercializados no mercado brasileiro de janeiro a fevereiro deste ano, 978,5 mil unidades foram para o mercado de reposição e 307,8 mil para as montadoras

A venda de pneus de carga reduziu 2,1% em fevereiro na comparação com janeiro deste ano, de 650 mil para 636,3 mil unidades. A Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos (Anip) esclarece que esse movimento se deve principalmente à queda de 2,7% nas vendas para o segmento de reposição, que passou de 495,9 mil produtos em janeiro para 482,5 mil no mês passado.

Na comparação com fevereiro de 2020, quando foram vendidos 590,7 mil pneus, a alta foi de 7,7%. Segundo a Anip, esse crescimento é decorrente do aumento de 10% nas vendas para o mercado de reposição.

De janeiro a fevereiro o segmento acumula alta de 15,5%, com 1,28 milhão de pneus comercializados no mercado brasileiro, ante 1,11 milhão vendidos nos dois primeiros meses de 2020.

Para o mercado de reposição as fabricantes repassaram 978,5 mil pneus até fevereiro, 17,7% a mais que em janeiro e fevereiro de 2020, e para as montadoras foram 307,8 mil pneus, 8,6% acima dos 282,9 mil produtos vendidos no mesmo período do ano passado.

Nas transações internacionais o setor de pneumáticos acumulou de janeiro a fevereiro de 2021 superávit de US$ 5,480 milhões, com a importação de US$ 144,1 milhões e exportação de US$ 149,6 milhões. Esse salto positivo é 74,5% menor que no mesmo período de 2020, quando atingiu US$ 21,4 milhões, segundo a Anip.

Em unidades as fabricantes acumularam de janeiro a fevereiro saldo negativo de três milhões de pneus, com a importação de 5,10 milhões de pneus (20% a mais que no mesmo período de 2020), e a exportação de 2,10 milhões de pneus (0,1% inferior ao ano passado).

Por