Actros da IC Transportes transportam oxigênio a Manaus

Caminhões Mercedes-Benz integraram um comboio de oito carretas da transportadora que levaram oxigênio para tratamento de pacientes do coronavírus na capital do Amazonas

Dois caminhões extrapesados Actros da Mercedes-Benz participaram de uma ação humanitária extremamente importante, no início deste ano, que levou ajuda à população do Amazonas. A partir de um pedido da Air Liquide Brasil, a IC Transportes montou uma complexa e desafiadora operação de logística e transporte com oito carretas que levaram 160 mil metros cúbicos de oxigênio líquido para o tratamento de pacientes do coronavírus em Manaus.

Com a participação de mais de 20 colaboradores da IC Transportes, a operação foi coordenada na matriz da empresa em Sumaré, no interior paulista, onde foram realizadas as ações de controle, orientação e rastreamento. As oito carretas foram abastecidas na planta da Air Liquide Brasil de Mauá, na Grande São Paulo. Mais de 50 motoristas participaram do comboio, num revezamento que permitiu que os caminhões rodassem praticamente 24 horas por dia.

Essa desafiadora operação de logística e transporte abrangeu mais de quatro mil quilômetros, desde Mauá até a capital do Amazonas, com maiores obstáculos no trecho final, nos quase 900 quilômetros da BR-319, entre Porto Velho (RO) e Manaus. A chegada à cidade envolveu ainda o transporte das carretas por balsas, para dar mais agilidade à entrega do oxigênio.

“Essa foi a primeira vez que realizamos o transporte de oxigênio numa rota como essa. Mesmo sabendo das dificuldades do percurso, aceitamos a missão”, afirma Geisa Trevizan, gerente de Projetos da IC Transportes. “O comboio enfrentou diversos desafios ao longo do caminho. As condições das vias não eram boas e os motoristas tiveram que dormir na estrada. Outra preocupação era a saúde dos condutores, com a exposição ao vírus da Covid-19. Apesar de todas as preocupações e obstáculos, a missão valeu cada esforço. Ajudamos assim a salvar vidas”.

“Em um momento como esse, a gente vem buscando atender hospitais da melhor forma possível, minimizando os impactos do alto consumo de oxigênio, colocando caminhões adequados e motoristas qualificados. Por isso, não medimos esforços para cumprir da melhor forma essa missão”, diz Ivan Luis Camargo, vice-presidente da IC Transportes”.

“Nesse caso específico, quando estávamos em Porto Velho, tínhamos a opção de seguir de balsa, mas levaria seis dias. Quando surgiu a possibilidade de realizar essa operação por rodovia, vimos a possiblidade de fazer em menos tempo, porém sabíamos de todo o risco dessa operação. Decidimos enfrentar a missão, pois identificamos que teríamos todo o apoio necessário e poderíamos realizar com segurança, que é o nosso principal valor. Enfim, fizemos com dois dias a menos. Agradecemos então, de forma especial, o apoio da Air Liquide Brasil, do DNIT e da Polícia Federal. Sem eles, não teríamos conseguido atingir o objetivo”, conta Camargo.

“É um orgulho e uma satisfação muito grande ver os caminhões Actros participando de uma ação humanitária tão relevante e necessária. Em nome da nossa empresa cumprimento a IC Transportes, a Air Liquide Brasil e os demais parceiros por essa elogiável iniciativa, que levou ajuda às equipes de saúde e principalmente aos pacientes do coronavírus do Amazonas, salvando vidas”, ressalta Roberto Leoncini, vice-presidente de vendas e marketing Caminhões e Ônibus da Mercedes-Benz do Brasil.

Por