Greenbrier Maxion lança vagão para transporte de celulose por ferrovia

A Greenbrier Maxion desenvolveu o vagão total sider tipo FTT para transporte de celulose. Este equipamento foi aprovado após ter sido submetido aos mais severos protocolos de testes elaborados pelas ferrovias brasileiras, em todas as fases de desenvolvimento e operação.  Segundo a empresa, o novo modelo traz vantagens em relação aos modelos antigos, como a […]

A Greenbrier Maxion desenvolveu o vagão total sider tipo FTT para transporte de celulose. Este equipamento foi aprovado após ter sido submetido aos mais severos protocolos de testes elaborados pelas ferrovias brasileiras, em todas as fases de desenvolvimento e operação. 

Segundo a empresa, o novo modelo traz vantagens em relação aos modelos antigos, como a redução da tara do vagão, aumento significativo na capacidade de carga por trem e por vagão, além de melhor ergonomia na operação e estanqueidade, evitando perda da carga com entrada de água durante o período de chuvas. 

Outro destaque é a maior facilidade no carregamento e descarregamento, que pode ser feito tanto por empilhadeiras quanto por ponte rolante. O vagão também é equipado com o truque tipo Motion Control – Truques Premium, desenvolvido especificamente para as condições operacionais e de via permanente das ferrovias brasileiras, proporcionando, através da otimização do comportamento dinâmico do vagão, aumento significativo da segurança operacional e vida útil dos componentes, além da redução no custo de manutenção.

“O desenvolvimento do vagão total sider tipo FTT, vem alavancar o crescimento do uso de carga geral nas ferrovias brasileiras. A Greenbrier Maxion busca sempre atender as necessidades de seus clientes, oferecendo soluções inovadoras que garantam eficiência, produtividade e redução dos custos de manutenção e operação”, afirma Eduardo Scolari, presidente da empresa.

A Greenbrier Maxion nasceu da união entre as empresas norte-americanas The Greenbrier Companies e Amsted Rail, e da brasileira Iochpe-Maxion e tem a sua sede em Hortolândia, interior de São Paulo.

Por