West Cargo transporta as vacinas contra o coronavírus em São Paulo

Ao todo, 57 milhões de doses da vacina CoronaVac serão distribuídas de forma gratuita por transportadoras de São Paulo ligadas ao Setcesp

A West Cargo levou para as cidades de Guarulhos e Campinas, em São Paulo, mais de cinco milhões e 200 mil doses de vacinas da CoronaVac. “Abasteceremos de vacina, a princípio, Guarulhos e Campinas e demais cidades que as secretarias de saúde do Estado de São Paulo nos solicitar”, informa Aluísio Barbaru, gerente de jurídico e de planejamento da West Cargo.

Para realizar esta importante tarefa, o transportador precisa ser certificado pela Anvisa para transporte de vacinas e produtos biológicos, e para isso ele deve ter estrutura adequada como veículos com controle de temperatura e a capacidade de monitorar esta temperatura durante todo o trajeto.

Em janeiro deste ano, o Sindicato das Empresas de Transportes de Cargas de São Paulo e Região (Setcesp) anunciou que empresários do setor de transporte rodoviário de cargas se prontificavam fazer o transporte de forma gratuita da vacina contra o vírus. “Gostaria de dizer que nós do Setcesp estamos preparados e mobilizados para ajudar nesta distribuição, a fim de conseguirmos efetivamente dar início à vacinação, resolver o problema e termos a retomada do desenvolvimento econômico do país”, anunciou na ocasião Tayguara Helou, presidente da entidade.

“Nos preparamos durante anos, por mais de duas décadas, para estarmos prontos para todos os desafios da logística de medicamento. Para isso, temos todas as licenças, principalmente sanitárias, para transporte deste tipo de produto. Enviamos à secretaria de São Paulo todos os documentos exigidos para transporte de vacinas e fomos inspecionados rigorosamente pelo órgão competente. Felizmente fomos aprovados. Ainda é muito embrionária esta operação e, por conseguinte, estamos superando os desafios dia após dia”, conta Barbaru.

A segurança para este tipo de carga é fundamental. “Contamos com equipamentos de rastreamento de última geração para acompanhar, via satélite e em tempo real, a localização do veículos. Contamos com vários sensores e alertas para qualquer tentativa de violação no baú ou cabine do veículo e, além disso, as viagens estão sendo escoltadas pela Polícia Miliar”, explica Barabaru.

A West Cargo disponibilizou para a entrega 20 caminhões refrigerados de diversas dimensões, que serão usados de acordo com a demanda. “Apenas visamos a oportunidade de ajudar o próximo. Encaramos essa missão como muita humildade, todo o time da West Cargo se sente privilegiado em poder fazer parte desse momento histórico e retribuir a população do estado de São Paulo, por meio de doação de transporte e de ações voluntárias, um pouco de todo acolhimento que sempre tivemos”, comenta Barbaru.

Até agora, são quatro empresas dispostas a ajudar, de acordo com o Setcesp, mas a West Cargo foi a primeira a efetivamente fazer o transporte das vacinas. De acordo com Tayguara Helou, presidente do Setcesp, este transporte foi diferente de outros já realizados pelo setor: “Nunca um caminhão foi tão aguardado pela população como agora, carregando as vacinas. Nas entregas houve participações de autoridades e personalidades políticas. Os veículos foram recebidos com muita emoção. Nosso setor está de braços abertos e apoiando esta causa, que é tão importante para todos nós brasileiros e será através dela, que nós iremos resolver o grave cenário da pandemia.”

Por