Latam Cargo transporta 500 cilindros de oxigênio para Manaus para combate da Covid-19

Até o momento, a companhia realizou três voos que transportaram o total de 37,5 toneladas de cilindros em apoio à situação crítica no Amazonas

A Latam Cargo realizou no dia 14 o terceiro voo em parceria com o governo do Amazonas, a pedido do Ministério da Saúde. O voo M3 6550 completou o transporte de 500 cilindros de oxigênio, que totalizam 37,5 toneladas para combate da pandemia da Covid-19 no estado. A iniciativa faz parte de uma série de voos que a companhia tem realizado para levar cilindros de oxigênio aos hospitais da região. Nos dias 12 e 13 de janeiro, a Latam realizou outros dois voos partindo de São Paulo/Guarulhos para o aeroporto de Manaus.  

Em outra ação, a Latam Cargo, por meio de seu programa Avião Solidário, e em parceria com a Universidade de São Paulo (USP) e o governo paulista, transportará para Manaus ventiladores pulmonares Inspire, desenvolvidos pela Escola Politécnica da USP. Os equipamentos, de tecnologia nacional, serão transportados no voo LA3270 e enviados a cinco hospitais da capital amazonense. Novos voos partirão para Amazonas na próxima semana. A previsão é de que todos os ventiladores pulmonares cheguem a Manaus até a próxima terça-feira (19).

Desde o início da pandemia, a Latam tem apoiado o Brasil e o mundo a enfrentar essa crise sem precedentes. A companhia já transportou 240 milhões de máscaras em 45 voos especiais vindos da China ao Brasil para o combate à pandemia no país.
 
Além disso, o Centro de Manutenção (MRO) da Latam em São Carlos, também adaptou uma parte de sua operação para produção de máscaras, focadas em proteger seus funcionários de áreas operacionais e em abastecer hospitais. No total, mais 45 mil máscaras reutilizáveis de tecido e protetores faciais (face shield) foram confeccionados para uso dos colaboradores da empresa (17 mil funcionários beneficiados), assim como outros 900 protetores faciais (face shield) para doação às instituições de saúde.




Além disso, o Centro de Manutenção (MRO) da Latam em São Carlos, também adaptou uma parte de sua operação para produção de máscaras, focadas em proteger seus funcionários de áreas operacionais e em abastecer hospitais. No total, mais 45 mil máscaras reutilizáveis de tecido e protetores faciais (face shield) foram confeccionados para uso dos colaboradores da empresa (17 mil funcionários beneficiados), assim como outros 900 protetores faciais (face shield) para doação às instituições de saúde.
Por