Pirelli inaugura o Circuito Panamericano

Com 1,65 milhão de metros quadrados e investimentos de R$ 90 milhões em estrutura de alta tecnologia, o novo circuito com sete pistas e será dedicado ao desenvolvimento de tecnologias e novos produtos para veículos e também a receber eventos

A Pirelli abriu as portas do novo Circuito Panamericano, o maior e mais moderno complexo multipistas de toda a América Latina, segundo a empresa.Localizado na cidade de Elias Fausto (região de Piracicaba), no interior de São Paulo, este projeto, desenvolvido com a mais alta tecnologia, foi criado em 2012 e recebeu investimentos de R$ 90 milhões.

Com 1,65 milhão de metros quadrados, as instalações serão dedicadas a eventos e experiências exclusivas, além de desenvolvimento de novos produtos.

O Circuito Panamericano tem sete pistas no total de 22 quilômetros de extensão para a realização de diversos tipos de testes, inclusive off-road. Neste local a fabricante de pneus prevê a reutilização total daágua utilizada no sistema de irrigação automática das pistas.“O projeto desenvolvido pela Pirelli durante estes anos é impulsionado pela busca constante entre as mais avançadas fronteiras tecnológicas da fabricação de pneus, com o emprego crescente da digitalização dos processos industriais e o foco no segmento de alto valor, assim como pela evolução da indústria automobilística e pelas novas exigências do consumidor”, afirma Cesar Alarcon, CEO e vice-presidente executivo da Pirelli para a América do Sul.

“O Circuito Panamericano é maior e mais versátil em relação à antiga pista de provas, devido à estrutura multipista que permite a realização de um número maior e mais sofisticado de testes, otimizando também o tempo de desenvolvimento. A estrutura lança mão da tecnologia de ponta disponível no setor para reforçar o desenvolvimento dos produtos da Pirelli e dos parceiros, em prol do consumidor”, dizRoberto Falkenstein, diretor de pesquisa e desenvolvimento da Pirelli para a América Latina.

Projetado para eventos comerciais, institucionais ou corporativos, treinamentos, testes e apresentação de novos produtos, além de desenvolvimento de tecnologias inovadoras, o Circuito Panamericano, destina-se a ra proporcionar a melhor experiência, reforçado pelo slogan “Your Best Time is Here” (Sua melhor hora é aqui), de acordo com a Pirelli.

Carros, motos, eventos de imprensa, track days, experimentação de velocidade, ciclismo e outras atividades: tudo isso passa a ter um novo polo com a mais alta segurança, em um ambiente repleto de natureza, respeitando os conceitos de sustentabilidade. Além disso, este centro multiuso será uma vitrine para as marcas mais prestigiosas do mundo, parceiras da Pirelli no desenvolvimento de produtos inovadores, especialmente no segmento premium.

Com o Circuito Panamericano, a Pirelli dará continuidade ao seu know how de mais de 110 anos de competições da empresa para proporcionar experiências únicas de entretenimento à população e, ainda, desenvolver parcerias que agreguem ainda mais o segmento motor em toda a América Latina.

Em linha com o empenho da Pirelli em preservar e minimizar o uso dos recursos naturais, o estabelecimento prevê a reutilização total da água utilizada no sistema de irrigação automática das pistas. “O projeto desenvolvido pela Pirelli durante estes anos é impulsionado pela busca constante entre as mais avançadas fronteiras tecnológicas da fabricação de pneus, com o emprego crescente da digitalização dos processos industriais e o foco no segmento High Value, assim como pela evolução da indústria automobilística e pelas novas exigências do consumidor”, afirma Cesar Alarcon, CEO e vice-presidente executivo da Pirelli para a América do Sul.

“O Circuito Panamericano é maior e mais versátil em relação à antiga pista de provas, graças à estrutura multipista que permite a realização de um número maior e mais sofisticado de testes, otimizando também o tempo de desenvolvimento. A estrutura lança mão da tecnologia de ponta disponível no setor para reforçar o desenvolvimento dos produtos da Pirelli e dos parceiros, em prol do consumidor”, completa Roberto Falkenstein, diretor de Pesquisa e Desenvolvimento da Pirelli para a América Latina.

AS PISTAS DO CIRCUITO PANAMERICANO

São sete pistas ao todo no Circuito Panamericano: 

  1. Pista de Dry Handling (extensão de 3.400 m): traçado para testes de dirigibilidade e performance em pista seca, onde os veículos são submetidos a manobras feitas no limite de aderência dos pneus.
  2. Pista de Wet Handling (extensão de 2.000 m): pista para testes de dirigibilidade e performance com pista molhada artificialmente, onde os veículos são submetidos a manobras feitas no limite de aderência dos pneus.
  3. Pista Steering Pad (quatro raios diferentes de 40 m, 43,7 m, 47 m e 50,5 m): é o traçado onde se realizam os testes de aceleração lateral em pista seca ou molhada, avaliando o limite máximo de aderência lateral dos pneus.
  4. Pistas de Comfort (extensão de 715m): é aqui que acontecem os testes de NVH (Noise, Vibration and Harshness – ou Ruído, Vibração e Aspereza). A partir desta pista, são feitas avaliações subjetivas graças à experiência dos pilotos de teste da Pirelli ou objetiva por meio de instrumentos sofisticados de medição.
  5. Pistas de Testes Especiais (extensão de 2.500 m): são traçados que permitem a maior variedade de testes. São testes objetivos (com a utilização de instrumentos de medição) em que se destacam: aquaplanagem em curva e reta, frenagem em pista seca e molhada, impacto contra guia, mensuração da área de contato do pneu com o solo, detalonamento, ruído Interno (em 6 tipos diferentes de superfícies), entre outras possibilidades.
  6. Pistas de Ruído Externo (extensão de 1.000 m): nas duas áreas de medição são feitos testes em que se capta o ruído externo ao veículo, em conjunto com equipamentos como o coast-by-noise e pass-by-noise
  7. Circuito off-road (extensão de 1.900 m) – dirigibilidade, controle e tração em várias condições de off-road (terra, lama, grama).
Por