Roberto Leoncini, vice-presidente de vendas e marketing caminhões e ônibus da Mercedes-Benz do Brasil

“O novo normal vai exigir agilidade, flexibilidade e assertividade dos fabricantes”, afirma Roberto Leoncini

Transporte Moderno – A pandemia do coronavírus provocou grande mudança no comportamento das pessoas e levou as indústrias a se reinventar para sobreviver. Como você vê o novo normal para o mercado de caminhões e o setor automotivo em geral?

Roberto Leoncini – No mercado de caminhões, o novo normal vai exigir agilidade, flexibilidade e assertividade dos fabricantes para atender rapidamente às novas demandas dos transportadores. As empresas do segmento estão avançando de forma significativa nos quesitos de tecnologia digital e conectividade, o que abre novas perspectivas para as formas de negócios online.

Transporte Moderno – De que modo a Mercedes-Benz se preparou para os novos tempos?

Roberto Leoncini – Com base no espírito inovador da nossa marca, a Mercedes-Benz e a nossa rede de concessionários estão totalmente preparadas para atender esse novo cliente e as novas formas de negócio. Além dos quase 280 pontos de atendimento em todo o Brasil (180 concessionários, dez unidades de seminovos da SelecTrucks e 87 oficinas dedicadas em clientes), oferecemos diversos canais virtuais de contato, como a central de relacionamento 24 Horas por telefone, e-mail e chat, além das mídias sociais. Mais recentemente, inovamos com atendimento por WhatsApp para clientes do Service 24h e com o primeiro Showroom Virtual para vendas de veículos comerciais do Brasil.

Transporte Moderno – Como funciona o Showroom Virtual?

Roberto Leoncini – O cliente escolhe se quer fazer negócios com a gente de forma presencial ou virtual. Seja qual for sua preferência, terá as mesmas soluções eficientes e rentáveis que sempre encontrou junto à Mercedes-Benz e seus concessionários.

Transporte Moderno – Quais as suas expectativas para o futuro?

Roberto Leoncini – Na Mercedes-Benz, estamos avançando sistematicamente no rumo do mundo 4.0. Isso começou nas linhas de produção da nossa fábrica, depois com a chegada do Novo Actros, o nosso primeiro caminhão digital, e agora estamos aplicando esse conceito nos nossos concessionários. Portanto, naturalmente, já vemos surgir o cliente 4.0.

Transporte Moderno – Quem são esses clientes e o que eles procuram?

Roberto Leoncini – O cliente 4.0 é mais digital e conectado, busca sempre mais informações, quer um processo mais rápido, mais inteligente e mais fácil para que ele tome a melhor decisão no momento de realizar suas compras e tocar os seus negócios.

Transporte Moderno – O que a Mercedes-Benz oferece a esses clientes?

Roberto Leoncini – Nossa marca tem soluções para todas as demandas do cliente 4.0, tanto as atuais, quanto as futuras, porque estamos sempre atentos e em contato direto com a realidade dos transportadores e do mercado brasileiro. Afinal, o compromisso “As estradas falam. A Mercedes-Benz ouve. E entende os sotaques” segue nos movendo diariamente, o que nos diferencia no mercado.

Transporte Moderno – Neste cenário de crise, a exportação poderá ser uma saída para o setor de caminhões?

Roberto Leoncini – Naturalmente, a pandemia do coronavírus está trazendo impacto negativo ao comércio global, o que reflete no baixo volume das exportações brasileiras de caminhões. Em contrapartida, setores do agronegócio, especialmente grãos, como também celulose e produtos químicos, estão com exportações aquecidas, o que demanda caminhões novos no mercado interno.

Por