Cobreq utiliza materiais recicláveis para a produção de componentes

As lonas de freio da linha pesada são feitas com o reaproveitamento de pneus por meio da reciclagem da sua borracha na composição das peças

A TMD Friction, detentora da marca Cobreq de pastilhas e lonas de freio, está utilizando materiais recicláveis na fabricação de componentes para o setor automotivo.

Na produção de lonas de freio da linha pesada, os pneus que seriam descartados são reaproveitados e utilizados por meio da reciclagem da sua borracha na composição das peças. Além de minimizar o impacto ao meio ambiente, a medida evita a compra de borracha sintética para a fabricação do item.

Na composição de algumas pastilhas de freio para carros, caminhões, ônibus e motos, a Cobreq utiliza fibras de celulose, proveniente da reciclagem de jornais e revistas, e a fibra de aramida reciclada. “Os materiais reaproveitados passam por um processo de separação, seleção, moagem e classificação para serem incorporados aos componentes automotivos”, explica Thiago dos Santos Angélica, responsável por formulações no mercado de reposição da TMD Friction. 

Além do reaproveitamento de materiais, outras ações com foco nas questões ambientais e saúde do trabalhador são adotadas na linha de produção. A empresa trabalha com matérias-primas livres de metais pesados e as marcações das peças da Cobreq são feitas com materiais hidrossolúveis, à base de água, o que elimina o uso de solventes.

“Nenhum tipo de solvente é utilizado na operação, contribuindo para a proteção do meio ambiente e a saúde dos colaboradores”, revela o responsável por formulações.

Ele diz ainda que 100% das pastilhas produzidas para o mercado de reposição são isentas de cobre, no qual atendem legislações internacionais, seguindo, inclusive, determinações que ainda não são obrigatórias no Brasil. “Estamos avançados nas boas práticas ambientais, com uma operação diferenciada, constante processo de aperfeiçoamento e intenso trabalho em pesquisa e desenvolvimento de soluções cada vez mais sustentáveis, sempre alinhadas com performance, qualidade e segurança”, afirma.

Para Raulincom Borges da Silva, coordenador de assistência técnica da TMD Friction, as ações empregadas trazem inúmeros benefícios que vão além da questão ambiental. “As práticas garantem maior valor agregado aos produtos, ampliam as oportunidades de negócios e fortalecem a marca.”

Por