Maersk lança serviço de trem intercontinental

Empresa busca ajudar os produtores brasileiros a transportar mercadorias em todo mundo durante o atual cenário desafiador

Para oferecer alternativas intermodais mais eficientes para os produtores brasileiros que desejam enviar mercadorias para Ásia, a Maersk lançou seu primeiro trem intercontinental que vai do leste do porto de São Petersburgo na Rússia até o porto Vostochniy, um porto de águas profundas no Mar do Japão que se conecta com a China, Japão e Coreia pelo mar.

O tempo total de trânsito do novo serviço intercontinental do porto do norte da Europa para Ásia será entre 23 a 32 dias, reduzindo pela metade a rota oceânica tradicional de 52 a 57 dias. Isso significa que as mercadorias podem passar por Roterdã para Rússia por via marítima antes de serem carregadas em um trem que atravessa mais da metade do mundo em uma única viagem.

O primeiro trem intercontinental, que partiu no início de abril, foi carregado com madeira compensada e produtos químicos da FCT em São Petersburgo para o terminal VSC em Vostochniy, no extremo da Rússia (ambos os terminais fazem parte do grupo Global). Após a chegada na cidade russa, os contêineres serão carregados em navios de curta distância da Maersk para entrega na Coreia e no Japão.

“O serviço AE19 oferece aos nossos clientes não apenas uma solução de entrega mais rápida, mas também um custo mais baixo que o frete aéreo.  Até o momento, o serviço foi usado apenas para remessas do oeste da Ásia para a Europa. No entanto, como o serviço está em constante crescimento desde o início de 2020, isso também permitiu remessas na direção oposta, da Europa para a Ásia. A demanda do cliente para desenvolver o serviço para o leste, especialmente nos setores automotivo, tecnológico, químico e industrial, levou ao lançamento de mais esse serviço”, diz Kasper Krog, chefe do trem intercontinental da A.P. Moller – Maersk.

Por