Latam Cargo Brasil transporta células para paciente na Argentina

Companhia reforça na América Latina seu compromisso para transporte de órgãos, tecidos e células troncos

A Latam Cargo Brasil realizou, pela primeira vez, o transporte de células para a Argentina. O voo foi operado em um Boeing 767, exclusivo para transporte de cargas, que decolou do aeroporto de Viracopos, em Campinas, e pousou no mesmo dia no aeroporto de Ezeiza, em Buenos Aires. As células chegaram à Argentina para ajudar no tratamento de um paciente que tem síndrome mielodisplásica, um tipo raro de câncer que interrompe a produção de células sanguíneas.

Atualmente, os aviões de carga são os únicos que mantêm a liberdade de trânsito internacional devido ao papel que desempenham nos países. Esta iniciativa foi realizada em parceria com o Instituto Nacional Central Único Coordinador de Ablación e Implante (Incucai), uma entidade que se reporta à Subsecretaria de Gerenciamento de Serviços e Institutos do Ministério Nacional de Saúde da Argentina, cuja missão é promover, padronizar, coordenar e supervisionar as atividades de doação e transplante de órgãos, tecidos e células.

Para realizar essa operação, a Latam Cargo dedicou uma equipe multidisciplinar composta por mais de 30 pessoas que planejou em tempo recorde toda atividade e manuseio das células que foram transportadas. A ação faz parte do programa Avião Solidário que há nove anos realiza atividades com foco em saúde e ajuda humanitária na Argentina, Brasil, Colômbia, Chile, Equador e Peru.

No Brasil, a Latam também integra um grupo de companhias aéreas nacionais que transportam gratuitamente órgãos, tecidos e equipes médicas para transplantes. Por meio de um acordo com Ministério da Saúde, Central Nacional de Transplantes, Centro de Gerenciamento de Navegação Aérea (CGNA) e operadores aeroportuários, elas contribuem para que o Brasil mantenha o maior sistema público de transplantes do mundo. No ano passado, somente a Latam Brasil transportou 1,54 mil itens entre órgãos e equipes de captação.

Por