Obras do Rodoanel Norte mantêm ritmo

Enquanto promete concluir agora em maio o último lote do trecho Leste (que ligará as rodovias Dutra e Ayrton Senna) do Rodoanel Mário Covas, o governo de São Paulo mantém o ritmo das obras do trecho Norte, apesar da atual fase de ajuste econômico. Com conclusão prevista para 2017, o trecho Norte terá 44 quilômetros […]

Estacas de sustentação da pista do Rodoanel Norte
Rodoanel Norte, Alckmin,

Enquanto promete concluir agora em maio o último lote do trecho Leste (que ligará as rodovias Dutra e Ayrton Senna) do Rodoanel Mário Covas, o governo de São Paulo mantém o ritmo das obras do trecho Norte, apesar da atual fase de ajuste econômico.

Com conclusão prevista para 2017, o trecho Norte terá 44 quilômetros de extensão e interligará os trechos Oeste e Leste do Rodoanel.

O trecho Norte começa na confluência com a avenida Raimundo Pereira Magalhães, e termina na intersecção com a rodovia Presidente Dutra (BR-116). Quando estiver concluído, todo o rodoanel terá 176 quilômetros, ligando as principais estradas que dão acesso à capital paulista.

O Norte prevê acesso à rodovia Fernão Dias (BR-381), além de uma ligação exclusiva de 3,6 quilômetros para o aeroporto Internacional de Guarulhos. O anel viário contemplará toda a Região Metropolitana de São Paulo (RMSP), em especial Santana do Parnaíba, Cajamar, Francisco Morato, Franco da Rocha, Caieiras, Mairiporã, Santa Isabel, Arujá, Guarulhos e São Paulo.

O cronograma do empreendimento Norte prevê investimento total de R$ 5,6 bilhões, incluindo  desapropriações. Deste total, R$ 2 bilhões serão financiados pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), R$ 1,72 bilhão vem do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC), do governo federal, e o restante, do Tesouro do Estado.

O trecho Norte do anel viário deve tirar 17 mil caminhões, por dia, de circulação da cidade de São Paulo. De acordo com o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), “é um ganho para a mobilidade urbana, melhora a qualidade do ar, o meio ambiente, a saúde das pessoas e o trânsito.”

As empresas vencedoras da licitação do trecho Norte são a construtora OAS Ltda, a Acciona Infraestructuras S/A, e os consórcios formados pelas empresas Mendes Júnior/Isolux Corsán e Construcap/Copasa.

 

 

Veja também

Por